[NEWS][6]

r
v
xique-xique

RECORDAR É VIVER:VAPOR E GAIOLAS.


O Barão de Cotegipe foi o vapor que mais deixou saudades nas barrancas do Rio São Francisco. Até hoje, os barranqueiros comentam saudosamente sobre o som melodioso do seu apito. Quando apontava na curva do Canal do Guaxinim, que separa a Ilha do Gado Bravo da Ilha do Miradouro e inicia a Ipueira, com destino ao porto de Xiquexique, o "Prático", da sua cabine de comando, acionava o dispositivo para que toda a população tomasse conhecimento de que o "Barão" estava chegando. Era uma alegria geral com todos correndo em direção ao cais para assistir o vapor "encostar". Na saída, quando levantava âncora e já no meio da Ipueira se encaminhando para adentrar o Rio São Francisco, onde dominava, o "Barão" emitia novo apito, desta vez com um timbre e uma frequência diferentes que o povo, ainda de pé e postado na beira do cais, entendia como de despedida ou de um até logo. Todo mundo em Xiquexique, pode-se afirmar, identificava o apito do "Barão", como era carinhosamente conhecido por todos os barranqueiros.Fabricado nos Estados Unidos em 1913, foi reformado em 1967. Final e criminosamente foi abandonado no porto em Pirapora (MG), com o casco enterrado num banco de areia onde ficou atá a sua destruição total. Tinha 43 m de comprimento com capacidade para deslocar 80 toneladas. Era o vapor preferido para se viajar com destino a Juazeiro (BA).

Fonte:Blog Xique-Xique (www.xiquexiquense.blogspot.com).

Jornal Centro Oeste Bahia '

O oeste da Bahia se encontra aqui!

Start typing and press Enter to search