[NEWS][6]

r
v
xique-xique

SÉRIE CIDADES:LUIZ EDUARDO MAGALHÃES BAHIA.



Luís Eduardo Magalhães é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada para 2009 é 52.054 habitantes.

O município de Luís Eduardo Magalhães era antes um pequeno povoado denominado Mimoso do Oeste, que passou em 3 de dezembro de 1987 a ser distrito de Barreiras. Através da Lei n° 395/1997, em 17 de novembro de 1998, passou a denominação atual, para após referendo, decorrente de um projeto elaborado pela então deputada estadual Jusmari de Oliveira, transformar-se no município, cujo nome remete ao falecido deputado, filho do Senador Antônio Carlos Magalhães, em 30 de março de 2000, pela Lei 7619/00.

Luís Eduardo 9 anos: Começa a segunda etapa de construção da cidade.

Nove anos. Tempo suficiente para que o município de Luís Eduardo Magalhães aumentasse em mais de 150% a sua população. O antigo Mimoso do Oeste, na época distrito Barreiras, passou dos 18 mil habitantes, em 2000, para os atuais 50 mil. O extraordinário crescimento tem uma explicação: Luís Eduardo Magalhães se tornou um dos mais importantes pólos do agronegócio do Brasil. São cultivados, no município, mais de 270 mil hectares. O plantio da soja ocupa uma área superior a 175 mil. Seguem-lhe em importância as culturas de milho, algodão e frutas do tipo «exportação».

Quem olha no mapa pode perceber que a posição geográfica contribuiu muito para o desenvolvimento da cidade. Localizada no entroncamento da BR-020 com a BR-242, Luís Eduardo faz fronteira com o Tocantins e Goiás. O forte potencial agrícola atraiu para o município quase quatro mil empresas das áreas industrial, de comércio, prestação de serviços, quatro grandes bancos, além de empresas autônomas. Na cidade, é possível encontrar desde lojas de tratores, máquinas e insumos agrícolas até grifes famosas de roupa, hotéis e bons restaurantes. No Centro Industrial do Cerrado, no município 200 hectares foram ocupados por 55 empresas na primeira etapa. Agora, na segunda etapa, com mais 250 hectares, outras 12 empresas estão em fase de implantação.

Desafio: O crescimento econômico tem, no entanto, o seu ônus. E é preciso promover infra-estrutura para toda uma população que chega a Luís Eduardo em busca de emprego, de melhor qualidade de vida. O engenheiro e empresário Humberto Santa Cruz, 58 anos, que assumiu em 1º de janeiro a Prefeitura de Luís Eduardo, tem pela frente uma difícil tarefa: realizar a segunda etapa de construção da cidade. “A primeira etapa foi conduzida por Oziel Oliveira, que teve grande importância no trabalho de atração das empresas para fazer de Luís Eduardo tudo o que é hoje”, explica Humberto Santa Cruz. O Prefeito também salientou a importância política da então deputada Jusmari Oliveira no processo de emancipação e consolidação do município. “Mas é difícil para o poder municipal acompanhar um crescimento tão grande. Então há muito por fazer: ruas, saneamento, escolas, praças públicas. É preciso humanizar essa cidade. A palavra humanização traduz um pouco do que é a segunda etapa de construção de Luís Eduardo”, argumentou. Alagoano, radicado no Rio de Janeiro, Humberto Santa Cruz chegou a Luís Eduardo, na época Mimoso, ainda na década de 80. Por 25 anos, Santa Cruz esteve à frente da empresa Agronol e, por 18, foi presidente da Associação dos Produtores e Irrigantes da Bahia (AIBA). “Eu tenho procurado usar a minha experiência de gestor para administrar a prefeitura de Luís Eduardo Magalhães e já começo a ver alguns resultados”.

Uma importante ação, logo nos primeiros dias do novo governo, foi a reforma na Saúde, com o melhoramento dos postos de Saúde da Família nos bairros, criação de estrutura para atender prioritariamente casos de urgência e emergência. “Assim, acabaram as filas e, com certeza, estamos salvando muito mais vidas”, afirmou o prefeito.

Na ocasião do aniversário da cidade, duas ações importantes: a inauguração da Policlínica de Luís Eduardo e uma grande campanha contra o câncer de mama. O “mutirão pela vida”. A expectativa é examinar clinicamente mais de 2 mil mulheres e encaminhar todas as mulheres que necessitarem para o tratamento especializado. O acompanhamento é contínuo, e à cada ano, o mutirão se repete.
O campo da educação tem recebido a mesma atenção. Professores estão sendo contratados e capacitados. As escolas estão sendo reformadas. ”Temos duas metas para este ano: reduzir radicalmente o índice de analfabetismo e combater a evasão a escolar”, explica o prefeito. Para combater a evasão escolar, o município implantou um sistema inédito no Estado. É a divisão do ano letivo em módulos. Assim os alunos que costumavam deixar a escola no período da colheita podem, depois, voltar aos estudos de onde pararam, reduzindo assim o índice de repetência e a conseqüente desmotivação. O próximo passo importante para a segunda etapa de construção de Luís Eduardo é a criação do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social. “A população precisa ter um papel ativo na gestão da cidade. Com esse Conselho vamos ampliar o processo democrático, dando voz ao cidadão. É ele quem vai definir as prioridades da nossa gestão”, concluiu Humberto Santa Cruz.

FONTE:www.luiseduardomagalhaes.ba.gov.br

Jornal Centro Oeste Bahia '

O oeste da Bahia se encontra aqui!

Start typing and press Enter to search