[NEWS][6]

r
v
xique-xique

ESTRADA DANIFICADA LEVA COMERCIANTES E TAXÍSTAS A REALIZAR PROTESTO EM IRECÊ .

Visitaram a redação do plantão de notícias do Cultura&Realidade, na tarde de hoje, os comerciantes Edinor Angelo Barreto, 44, Ulisses Batista de Oliveira, 39 e o taxista Ivan Tavares de Souza, 39, para denunciar o sofrimento dos moradores dos municípios de Ibititá, Ibipeba e Barra do Mendes com a estrada que liga estes municípios à cidade de Irecê. De acordo com eles a estrada foi danificada no início do último governo de Paulo Souto, que a recuperou em 2006, mas a obra não durou três meses, tendo parte dela se deteriorado com as primeiras chuvas daquele ano. “No atual governo uma empreiteira chegou a iniciar a reconstrução total da estrada, mas abandonou as obras, alegando falta de pagamento, deixando só os escombros, inclusive com elevados riscos de acidentes, principalmente entre os municípios de Ibititá e Ibipeba”, diz Ulisses. O taxista Ivan, que faz a linha de Irecê para Ibititá duas vezes diariamente informa que está ficando inviável a sua atividade. “Está muito difícil, as estradas estragam demais os veículos, exigindo manutenção acima do normal, muitas vezes quebram no meio da estrada, fazendo atrasar os compromissos dos nossos passageiros”, afirma ele.

Outro fato que preocupa é que os acidentes ocorrem com maior frequência e não há como realizar socorro em condições seguras de salvar vidas. “Eu mesmo passava na hora de um acidente envolvendo o Corsa do agricultor Valdemar Carvalho, do povoado de Canoão, que teve a barra de direção quebrada . O carona de pré-nome Vilé, que vinha com ele morreu na hora e Valdemar foi levado para o Hospital Regional de Irecê, onde os médicos alegaram que a demora no atendimento agravou os danos físicos da vítima, sendo transferido com urgência para Salvador, onde veio a óbito no Hospital Geral do Estado” afirma Ivan. Edinor chama a atenção para o fato de que as atividades econômicas estão sendo afetadas. “Temos vários problemas, pois os prejuízos são significativos. Primeiro não estamos tendo como transportar a produção agrícola e por outro lado, as distribuidoras de produtos de interesse dos consumidores locais não estão atendendo nossas necessidades nos prazos certos”, disse.

MOVIMENTO – Angustiados com as constantes promessas não cumpridas do governo, eles fazem parte de uma comissão que está articulando um manifesto, através do qual pretendem chamar a atenção das autoridades políticas da região e do estado, visando a reforma da estrada. Eles vão se reunir na próxima terça-feira, 23, às 9 horas, na Câmara de Vereadores de ibititá, para definirem a estrutura e estratégias do ato. “Não dá para esperar mais, chegamos ao nosso limite. São quase oito anos de sofrimento”, diz Ivan. Eles pretendem interditar a estrada e mobilizar o Ministério Público, visando impetrar Ação Civil Pública contra o Estado.

FONTE : JORNAL CULRURA & REALIDADE DE IRECÊ ,

Jornal Centro Oeste Bahia '

O oeste da Bahia se encontra aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!!! Tenha responsabilidade em seus comentários, não nos responsabilizamos por conteúdos impróprios .

Start typing and press Enter to search