[NEWS][6]

r
v
xique-xique

O DESCANSO DO REMEIRO POR JUAREZ CHAVES/BLOG XIQUEXIQUE .


O REMEIRO após o almoço tira um cochilo encostado nas costas da carranca. Mesmo nos seus momentos de folga ele não se afasta da sua barca que representa o seu mundo e a sua vida . O termo remeiro possui origem latina, deriva da palavra remus (remi), que em português significa remador, remeiro (Saraiva, 2000, p. 1.020). Na segunda década do século XVI, Gil Vicente já utilizava a figura do remeiro no seu teatro e na sua poesia. Vejamos:

Remando vão remadores barca de grande alegria;
o patrão que a guiava filho de Deus se dizia;
anjos eram os remeiros, que remavam à porfia.
Estandarte de esperança, Oh quão bem que parecia!
O mastro da fortaleza como cristal reluzia;
a vela, com fé cosida, todo o mundo esclarecia;
a ribeira mui serena, que nenhum vento bulia. (Vicente, 1982, p. 63)

Apesar da posição humilhante a que eram submetidos, a mais baixa categoria entre os profissionais da navegação no Rio São Francisco, é impossível, não considerar os remadores das barcas como pessoas que colaboraram, e muito, para a integração regional das cidades e povoados ribeirnhos do Velho Chico. Eram esses "moços da barca", como eles mesmos preferiam ser chamados, que levavam sal, açúcar, cachaça, rapadura, querosene, cereais, couro de boi e vários outros itens de primeira necessidade para, o interior da Bahia e de Minas Gerais. Não existia outra forma de unir o Médio São Francisco naquela época. A ferrovia chegaria à região apenas na primeira metade do século 20 .

FONTE : BLOG XIQUEXIQUE DE JUAREZ CHAVES .
BLOG XIQUEXIQUE http://www.xiquexiquense.blogspot.com/

Jornal Centro Oeste Bahia '

O oeste da Bahia se encontra aqui!

Start typing and press Enter to search