[NEWS][6]

r
v
xique-xique

PREFEITO DE JUSSARA, COM CONTAS REJEITADAS, PASSARÁ POR FISCALIZAÇÃO POPULAR .

O Grupo de Cidadania do município de Jussara, na região de Irecê, se prepara para fiscalizar as contas públicas referentes ao exercício do ano anterior. Até o final desta semana, enviará à prefeitura e à Câmara de Vereadores solicitação formal para abertura das contas com o objetivo de serem apreciadas pelos contribuintes. No caso da câmara, o grupo vai analisar também documentos oficiais, tais como as Leis Orçamentárias, o Regimento Interno e a Lei Orgânica. Os 11 membros do grupo foram capacitados em oficinas de fiscalização das contas públicas, durante a campanha “Quem não deve não teme”, promovida pelo Centro de Assessoria do Assuruá (CAA), em parceria com a Articulação de Políticas Públicas da Bahia (APP). Criado em 26 de março deste ano, o grupo é formado por vereadores, representantes de associações rurais e urbanas, além da comunidade.


Em 2005, o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) reprovou as contas do município, administrado pelo prefeito Ronaldo Almeida de Souza (PMDB), que está em seu segundo mandato. Em 2006, as contas foram aprovadas, mas com ressalvas. De lá para cá todas as contas foram rejeitadas. No primeiro mandato do prefeito, duas contas da Câmara de Vereadores também foram rejeitadas, uma na gestão do presidente José Pedro Duarte, e a outra na gestão de Ademar Lopes Carvalho.O articulador do Grupo de Cidadania, Wirlei Fernandes, 33, prevê dificuldades para acessar as contas. Segundo ele, em anos anteriores foram várias tentativas frustradas. “Eles até nos permitiram visualizar as contas, mas com várias restrições. Temos certeza que este ano vai ser difícil, mas vamos fazer nosso papel de fiscalizador. O grupo está unido em prol desse objetivo”, disse Fernandes.

FONTE : JORNAL CULTURA & REALIDADE .

Jornal Centro Oeste Bahia '

O oeste da Bahia se encontra aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!!! Tenha responsabilidade em seus comentários, não nos responsabilizamos por conteúdos impróprios .

Start typing and press Enter to search