Header Ads

ad

I CONFERÊNCIA MICRORREGIONAL DE SAÚDE MENTAL REALIZADA EM IRECÊ .

Com o tema “Saúde Mental Direito e Compromisso de Todos”, 18 Municípios participaram dos debates .

Com a participação de 16 Municípios da microrregião (Irecê, Lapão, Barro Alto, Ibipeba, Ibititá, Canarana, Central, São Gabriel, América Dourada, Barra do Mendes, Uibaí, Xique-Xique, Cafarnaum, João Dourado, Presidente Dutra e Itaguaçu da Bahia) e cerca de 200 participantes, foi realizada no dia 22 de abril em Irecê, no Hotel Fiesta, a I Conferência Microrregional de Saúde Mental Intersetorial. Ainda participaram os Municípios de Iraquara e Morro do Chapéu na qualidade de observadores da Conferência. A abertura oficial foi conduzida pelo Dr. Jair Ferreira, Diretor da 21ª DIRES, com a participação dos prefeitos José das Virgens (Irecê), Leonandes Santana (Central), Pedro Rocha (Uibaí) e de Joacy Dourado (ex-prefeito de Irecê), fazendo ainda parte da mesa de honra o Dr. João Adriano Gomes (secretário de Saúde de Lapão) e a Drª Noaci Loula (21ª DIRES). Ainda na abertura do evento, o evento contou com as apresentações do Coral da Secretária de Saúde de Irecê e da Banda Surtos Musicais, do CAPS Dias Melhores (Irecê).

A Conferência, que teve por tema “Saúde Mental Direito e Compromisso de Todos: consolidar avanços e enfrentar desafios”, contou com a palestra da Drª Clotildes Souza, representante da Coordenação Estadual de Saúde Mental, e em seguida foram formadas mesas temáticas em “Saúde Mental e Políticas de Estado: pactuar caminhos intersetoriais” (desenvolvida por Dr. José Carlos Barbosa Filho, Psiquiatra, assessor técnico da SUPERH/SESAB, mestre em Saúde Comunitária). “Consolidando a Rede de Atenção Psicossocial e Fortalecendo os Movimentos Sociais” (comandada por Drª Marlúcia Rocha, terapeuta em Análise Bioenergética e Biossíntese, Assistente Social e Apoiadora Institucional de Saúde Mental da 21ª DIRES) e “Direitos Humanos e Cidadania como Desafio Ético e Intersetorial” (dirigida por Dr. Aldo Sandro Tanajura, Defensor Público da Comarca de Irecê).

Dentre as 47 propostas sugeridas pelos eixos estão:

1. Promover anualmente encontros e seminários microrregionais em Saúde Mental, envolvendo a Intersetorialidade;

2. Tornar o CAPS – Irecê em Docente Assistencial para capacitação dos profissionais dos novos serviços de Saúde Mental na microrregião;

3. Criar uma estratégia para tratamento dos usuários de álcool e drogas através de parcerias dos municípios e de Centros de Reabilitação;

4. Instalar o CAPS III, regionalizado, para atendimento de pacientes em crise;

5. Criar Centro de Reabilitação Regional para usuários de drogas;

6. Criar leitos específicos para atender pacientes em crise;

7. Fazer gestão junto ao Ministério da Educação para introdução de disciplinas voltadas a Saúde Mental nos Currículos Acadêmicos na área de Saúde;

8. Ampliar o investimento em projetos e ações de atenção a usuários de álcool e outras drogas;

9. Garantir o acesso dos usuários do CAPS nas Universidades, Escolas e nas Secretarias de Cultura, Arte e Lazer.

Ao final, foram eleitos 32 delegados que irão representar a microrregião de Irecê na IV Conferência Estadual de Saúde Mental, sendo 50% de representantes dos usuários e sociedade civil, 25% de prestadores e 25% de trabalhadores de saúde mental, e ainda conforme o Regimento Interno da Conferência, foi considerado o critério de 70% de delegados do setor de Saúde e 30% de delegados da Intersetorialidade.

FONTE : ASCOM PM IRECÊ/Autor : Rebeca Vasconcelos / Mônia Daniella

Nenhum comentário

ATENÇÃO!!! Tenha responsabilidade em seus comentários, não nos responsabilizamos por conteúdos impróprios .