[NEWS][6]

r
v
xique-xique

LÊMBRANÇAS DA COPA DA ESPANHA EM 1982 .

A novidade do Mundial da Espanha foi o aumento do número de participantes: de 16 para 24. Também se multiplicaram as sedes – 14 cidades – para que os visitantes pudessem admirar a rica diversidade espanhola. Na partida inaugural, disputada em Barcelona, uma surpresa: a campeã Argentina caiu diante dos belgas (1 a 0), apesar de a equipe ter sido praticamente a mesma do Mundial de 78, salvo a chegada de Diego Armando Maradona e Ramón Díaz, que nada puderam fazer para evitar a derrota no momento em que seu país lutava com o Reino Unido pela soberania das Ilhas Malvinas . A primeira fase foi marcada pela boa atuação de equipes consideradas pequenas, muito eficazes no contra-ataque, como Honduras e Camarões (que não perdeu qualquer partida – empatando três vezes – e só não passou à segunda fase por um gol de diferença no saldo de gols, contra a Itália) .

Mas o que contrariou todos os prognósticos foram as vitórias da Argélia sobre a Alemanha por 2 a 1 e sobre o Chile por 3 a 2. Este resultado obrigava os alemães a não perderem para a Áustria, que por sua vez não podia ser derrotada por dois ou mais gols de diferença para se classificar para a fase seguinte. O encontro foi decidido com um gol alemão aos dez minutos do primeiro tempo e o resto foi uma monotonia total: a bola passeava de um lado para outro, acabando com o sonho argelino e provocando uma enorme vaia do público espanhol. O escândalo pelo menos serviu para que a FIFA decidisse unificar, a partir de então, os horários das partidas decisivas.

DESPERTAR TARDIO MAS EFICAZ : 

Na segunda fase, ficou pelo caminho a extraordinária seleção brasileira de Zico, Sócrates, Júnior e Falcão, que acabou sendo derrotada por uma Itália bem diferente da apática equipe que empatou os três jogos da primeira fase, só conseguindo se classificar no saldo de gols. Na segunda fase, a Squadra Azzura acordou graças ao fabuloso artilheiro Paolo Rossi. Rossi marcou os três gols contra os brasileiros (3 a 2) e, nas semifinais, contra a Polônia de Grzegorz Lato e Zbigniew Boniek, voltou a brilhar ao marcar os gols da vitória (2 a 0) . A outra semifinal foi de tirar o fôlego. Em Sevilha, sob um sol escaldante, a França, com um jogo de alta técnica, graças a craques como Michel Platini, enfrentou a Alemanha Ocidental, tecnicamente mais fraca, mas com talentos como Rummenigge e Fischer.

Nos 90 minutos, as duas seleções terminaram empatadas em 1 a 1. Depois de um unício arrasador, aos nove minutos da prorrogação os franceses venciam por 3 a 1. Faltando 13 minutos, porém, os alemães empataram. Foram necessárias duas rodadas de pênaltis e, após defender dois pênaltis, o goleiro alemão Schumacher saiu como herói, decidindo para a Alemanha aquela partida dramática. Mas na final contra a Itália, os alemães não tiveram sorte. Foram derrotados no estádio Santiago Bernabeu, em Madri, por um "esquadrão" que não teve grandes dificuldades para impor 3 a 1 contra o adversário e conquistar seu terceiro título mundial.

FONTE : AFP .

Jornal Centro Oeste Bahia '

O oeste da Bahia se encontra aqui!

2 comentários

  1. gilesio amorim10/06/2010 10:44

    é muito bom poder acompanhar às notícias novidades e o desenvolvimento de xique-xique e região parabéns aos criadodes do blog abraço...

    ResponderExcluir
  2. Valeu Gilésio, muito obrigado pelo incentivo !!!! Faço tudo isso aqui sozinho, com força de vontade e a ajuda de vcs tb. Grande abraço.
    Att, Adriano Brito .

    ResponderExcluir

ATENÇÃO!!! Tenha responsabilidade em seus comentários, não nos responsabilizamos por conteúdos impróprios .

Start typing and press Enter to search