[NEWS][6]

r
v
xique-xique

FÁBRICA DE FIBRA DE CARBONO EM CAMAÇARI,SERÁ A PRIMEIRA NO HEMISFÉRIO SUL .

PRIMEIRA FABRICA NO HEMISFÉRIO SUL, COM INVESTIMENTOS INICIAIS DE R$ 325 MILHÕES.

Em breve, o Polo Industrial de Camaçari receberá a primeira fábrica de fibra de carbono do Hemisfério Sul. Com investimento inicial de R$ 325 milhões, a DurolineTec, constituída pelas empresas gaúchas Duroline e Vipal, vai gerar 400 novos empregos e será implantada em uma área de 270 mil metros quadrados. O protocolo de intenções para produzir três mil toneladas do produto e mais 1,2 mil toneladas de tecidos ou impregnados foi assinado entre o governo do Estado e a empresa, na Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração. De acordo com o secretário da Indústria, Comércio e Mineração, James Correia, a iniciativa possibilita a atração de outras empresas satélites de transformação das fibras e fortalece o Polo Industrial de Camaçari, já que todo material será oriundo de empresas locais.

O grupo pretende implantar, ao lado da nova fábrica, um polo para transformar a fibra do carbono em produtos industrializados como tecidos, telas e cordas. As fibras são resistentes a altas temperaturas e a corrosão. O presidente da Duroline, Carlos Mazzocchi, informou que o projeto é pioneiro no País e já inicia com grandes perspectivas e pretende atingir, nos primeiros 10 anos, a produção de 17 mil toneladas de fibras de carbono na unidade do Polo Industrial de Camaçari. Para Carlos Mazzocchi, esta será uma das mais avançadas fábricas de fibra de carbono do mundo.

O investimento demonstra o comprometimento da Vipal e Duroline com o desenvolvimento tecnológico do Brasil e da Bahia, é o que informa o vice-presidente do Conselho Administrativo do Grupo Vipal, João Carlos Paludo. As fibras de carbono foram desenvolvidas para ser um material de alta resistência à tração e baixa densidade, capaz de competir com vantagem com as estruturas convencionais em aço, alumínio e fibras de vidro. São utilizadas, principalmente na indústria aeronáutica e naval, energia eólica/construção civil, plataformas marítimas de exploração de petróleo, indústria automobilística, reservatórios para gases, entre outros.

FONTE : TRIBUNA DA BAHIA .
FOTO : MARCELO FRANCO .

Jornal Centro Oeste Bahia '

O oeste da Bahia se encontra aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!!! Tenha responsabilidade em seus comentários, não nos responsabilizamos por conteúdos impróprios .

Start typing and press Enter to search