Header Ads

ad

SAÚDADES DOS ANTIGOS CARNAVAIS DE XIQUEXIQUE .

"Mortalha" do Bloco Grito de Guerra que foi um dos melhores e tradicionais Blocos de Xiquexique .

Saúdades dos Carnavais em Xiquexique!! Nos anos 80 o Carnaval de Xiquexique era considerado um dos melhores da Bahia, Blocos nas ruas, bailes dançantes principalmente no Clube 7 de Setembro, no Clube dos Operários, O Cari e Skina Bar. Nessa época o tradicional Bloco Pessoal do Aló de Isaac da Mata com sua multidão de foliões desfilavam na Avenida JJ.Seabra e nas principais ruas da cidade, muitos Blocos ficavam em suas sedes, faziam à "concentração" para mais tarde sairem para as ruas da cidade. Um dos Blocos que mais fez sussesso em nossa cidade foi o Bloco Grito de Guerra que sempre renovava em suas apresentações, nessa época usavam mortalhas, um tipo de vestimento diferente do abadá de hoje. Blocos como Banho de Cheiro, Lero-Lero (De Zéu), Rebentão (De Carlinhos de Bela), Lá Vem Elas, Amor que Fica, Beijo, Simidão, Sistema, Os Penetras, Os Incutidos, Mamonas Assassinas, Tô a Tôa, Os Burrai e outros desfilavam na Avenida brilhantando o Carnaval de Xiquexique.

Após os Blocos desfilarem pela cidade, o encontro acabava nos bailes dançantes, era diversificado tinha festa pra todas as idades e gostos, a velha guarda curtiam os Bailles na Operária e Clube 7 de Setmbro, os mais novos se deslocavam para O Cari (De Zé Cavalcante) e principalmente pro Skina Bar ( De Almartine, o famoso Parente), onde várias Bandas como Apolo de Nelson ,Verdes Mares (Grupo de Seresta), Chega de Saúdade (Grupo de Seresta de Everaldo ), Zé Molhado, The Jet Sons, Kléber Som Five, Lordão, Oliveira, Embalo 4, Astro , Faces , Fabilú, Joédson, Flor de Cactus, Preces, Cristal Gráfite, Arco Iris e outras Bandas que se apresentavam constantemente em nosso Carnaval. Essa época em Xiquexique existia o autêntico Carnaval, a cidade recebia visitantes de várias partes da região e do Brasil, uma banca examinadora escolhia e premiava os melhores Blocos .
              Carnaval em 1960, um grupo de jovens se divertem no Clube 7 de Setembro .

"O carnaval em Xiquexique (BA), nos anos 1950, era muito fraco e quase não havia participação do povo. Os folguedos do tríduo momesco limitavam-se a, durante o dia, um desfile dos jovens estudantes, pelas ruas da cidade, empunhando alguns tamborins de fabricação local, num arremedo de batucadas, visitando algumas residências de pessoas conhecidas onde poderiam conseguir alguma bebida para enfrentar o resto do dia. Também eram frequentes as brincadeiras denominadas "entrudos" que consistiam em molhar as pessoas com água do Rio São Francisco. Outros divertiam-se vestindo roupas do sexo oposto e, mascarados, desfilavam sozinhos ou em grupos certos de que não seriam ou não estavam sendo reconhecidas pelos amigos .

Essas brincadeiras demandavam toda a manhã e grande parte da tarde quando os "mascarados", como eram chamados, retornavam, à tardinha, às suas residências, para, após um pequeno repouso e uma pequena merenda estarem prontos para o tradicional baile que sempre acontecia no Clube Recreativo Sete de Setembro, a partir das 21 horas. Esse baile era o apogeu do carnaval de Xiquexique, pois era nele que aconteciam as apresentações dos blocos com exibições de fantasias de conjunto ou mesmo individuais para orgulho e diversão dos foliões e foliãs. O desenho e a confecção dessas fantasias corriam por conta de cada bloco ou da pessoa que iria desfilar na noite do baile. Poderia até ser uma cópia de alguma fantasia exibida numa grande cidade e divulgada em alguma revista carnavalesca.

Assim, era comum entre os jovens de Xique-Xique se juntarem e planejarem a formação de um cordão carnavalesco para se apresentar no referido baile noturno. Normalmente a idéia e o motivo da fantasia de cada bloco eram mantidos em segredo, pois o importante era a surpresa que a mesma causaria com a chegada ao Clube, o que acontecia, geralmente, a partir da meia noite do domingo. Nos 10 ou 15 dias que antecediam o carnaval os participantes de cada bloco reservavam parte da noite ou do dia para se reunir e ensaiar as músicas que iriam cantar bem como provar as fantasias que iriam exibir. Mas essas reuniões eram feitas com o maior sigilo e nem mesmo as namoradas ou os namorados tinham conhecimento do bloco a não ser que fizesses parte do grupo".  JUAREZ CHAVES ( BLOG XIQUEXIQUE) .

FOTO : SIDNEY BANDEIRA & JUAREZ CHAVES .
FONTE : BLOG XIQUESAMPA & BLOG XIQUEXIQUE .

Um comentário:

  1. SILVIO CARLOS CARVALHO,BRASÍLIA-DF .08/03/2011 01:57

    Oh época boa!!! Saúdades deste tempo,estão acabando com os verdadeiros carnavais .

    ResponderExcluir

ATENÇÃO!!! Tenha responsabilidade em seus comentários, não nos responsabilizamos por conteúdos impróprios .