Header Ads

ad

SEGURANÇA PÚBLICA EM BARRA É DISCUTIDA,POLÍCIA E ORGÃOS REPRESENTANTES DA SOCIEDADE LOCAL .

O Prefeito Artur Silva convocou nessa quarta-feira, 06 de abril, membros da Polícia e de órgãos representantes da sociedade civil para discutirem a segurança pública do Município.

O principal objetivo da reunião foi produzir um documento onde houvesse reivindicações e sugestões para a melhoria da segurança em Barra, para ser entregue às autoridades competentes inclusive, ao Governador Jaques Wagner com quem o Prefeito esteve em audiência nessa tarde de 07 de abril e a quem entregou a ata do encontro pessoalmente.  A abertura do evento foi feita pelo Prefeito Artur que agradeceu a presença de todos, destacou o principal motivo daquela convocação (já citado acima), falou sobre o apoio que a Prefeitura oferece à Polícia deixando às vezes de investir em outras áreas para alocar verbas para a segurança pública, apesar de ser dever do Estado, supôs que o aumento de furtos na cidade pode se dever à migração de marginais dos grandes centros para o interior e entre outras palavras pediu que os representantes da Polícia esclarecessem sobre as atitudes que estão sendo tomadas acerca do assunto. Em seguida o Procurador do Município Dr. Euller Arruda ratificou o objetivo do encontro e ressaltou que a Prefeitura não tem medido esforços para apoiar a Polícia Militar e Civil. Falou também sobre a necessidade de se criar o Conselho Municipal de Segurança Pública e uma base fixa da CAESA.

O Bispo Diocesano Dom Frei Luiz Cappio tomou a palavra, agradeceu ao Prefeito pela iniciativa e disse que todos devem combater juntos a violência. Atribuiu a dois principais motivos a falta de segurança: o primeiro foi a falta de conscientização e educação da população; segundo ele as instituições religiosas como um todo, têm feito a sua parte nesse sentido seja nos sermões das celebrações, seja através dos grupos de apoio como as Pastorais da Igreja Católica, por exemplo. Pediu a palavra o Promotor Dr. Rodrigo Coutinho que elogiou o trabalho do Delegado Dr. Mirosvaldo Menezes e disse ter ficado surpreso com o convite do Prefeito Artur já que a seu ver, a situação está sob controle e a Barra é uma cidade pacata onde os crimes que acontecem em sua maioria, são sem violência como furtos por exemplo. A assessora do Vereador Edilson Evangelista Sr.ª Luciene de Sousa, levou algumas sugestões do mesmo como: a criação de uma guarda municipal, de um centro de recuperação para dependentes químicos, o uso de câmaras de segurança (confirmando as palavras do Promotor) e o uso do serviço de rádio para a divulgação do trabalho da Polícia no Município.

Finalmente falou a Polícia. O Major Sérgio Comandante da 28ª Companhia da Polícia Militar sediada em Ibotirama (responsável pela Barra), disse fazer questão deixar transparecer a deficiência no trabalho da Polícia principalmente pela carência de efetivo, segundo ele o déficit é de mais de 55%, são apenas 125 homens e entre dez e quinze viaturas para atender a sete cidades.

FONTE : ASCOM BARRA BA .

Nenhum comentário

ATENÇÃO!!! Tenha responsabilidade em seus comentários, não nos responsabilizamos por conteúdos impróprios .