[NEWS][6]

r
v
xique-xique

VIAGEM NO TEMPO: CONHEÇA A HISTÓRIA SOBRE A CRIAÇÃO DO MUNICÍPIO DE XIQUE-XIQUE .

Durante a administração do Governador Tomé de Souza passou por esta região uma expedição exploradora. No século XVII surgiu a fazenda praia ao Cabo da Ipueira de propriedade do português Theobaldo Miranda Pires de Carvalho. Antes de terminar o século XVII um grupo de garimpeiro da Serra do Assuruá, instalou-se na ilha do Miradouro nascendo ali o 1º núcleo de populacional habitado por europeus.Quando o século XVIII surgiu já havia sido construído nas proximidades da Ipueira uma pequeno templo dedicado ao Senhor do Bonfim, fora um cumprimento de uma promessa feita por um tropeiro. Em 1714 Dom Sebastião Monteiro da Vide, arcebispo da Bahia, assinou um ato que elevava a capela de Chique-Chique à categoria de freguesia, nesse ano de 1714, o arraial, já bem desenvolvido foi elevado à categoria de distrito. Em 6 de julho de 1832, com seu território desmembrado do distrito de Sento Sé, (que por sua vez pertencia ao município de Jacobina)  Xiquexique foi elevado à categoria de Vila, cuja instalação aconteceu no dia 23 de outubro de 1834Em pouco tempo a comunidade era um arraial em franco crescimento. Quando o Brasil separou-se politicamente de Portugal, a área que se tornaria município de Chique-Chique contribuía com a economia do império do Brasil, principalmente com a produção de ouro e pedras preciosas dos garimpos da serra do Assuruá .

A região de Xique-Xique era habitada primitivamente pelos índios massacarás, pontás, aracajás e amoipiras. Por volta da década de 1540, sertanistas à procura de ouro iniciaram o desbravamento do Vale do São Francisco. 

Formaram-se fazendas à margem direita do rio, em terras basicamente pertencentes às famílias Casa da Ponte e Mestre de Campo Guedes de Brito. Na segunda metade do Século XVI, em terras do Coronel Garcia D?Ávila, da Casa da Ponte, iniciou-se o arraial Xique-Xique. Situava-se na Ilha do Miradouro, nome originário da expressão popular daqui miro o ouro nas serras. Edificou-se ali a capela de Santa Ana. Mais tarde, construiu-se a capela de Senhor do Bonfim em terra firme, à margem da Ipoeira, na fazenda Praia, de propriedade de Sebastião José de Carvalho. Formou-se novo núcleo populacional. Os habitantes da Ilha do Miradouro foram-se transferindo para o local. A origem do topônimo foi a grande quantidade dos cactos xique-xique, encontrados pelos primeiros povoadores .

Formação Administrativa: Distrito criado com a denominação de Chique-Chique, em 1714. Elevado á categoria de vila com a denominação de Chique-Chique, pelo Decreto de 06-07-1832, desmembrada do município de Sento Sé:

Sede na antiga povoação de Chique-Chique. Constituído do distrito sede. Instalada em 23-10-1834. Pela Lei Municipal de 28-04-1900, foram criados os distritos de Mata Fome e Tiririca e anexados ao município de Chique-Chique. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, a vila aparece constituído de 4 distritos: Chique-Chique, Mata Fome, Pedras e Tiririrca. Elevado á condição de cidade com a denominação de Chique-Chique, pela Lei Estadual n.º 2.082, de 13-06-1928. Pela Lei Estadual n.º 2.204, de 08-08-1929, é criado o distrito de Canabrava do Gonçalo, com território desmembrado do distrito de Tiririca e anexado ao município de Chique-Chique. Pelo Decreto n.º 7.479, de 08-07-1931, o município de Chique-Chique, adquiriu o extinto município de Assuruá, como simples distrito. Pelo Decreto n.º 8.456, 15-07-1933, desmembra do município de Chique-Chique, o distrito Assuruá. Elevado novamente à categoria de município .

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 5 distritos. Chique-Chique, Canabrava do Gonçalo, Mata Fome, Pedras e Tiririca:

Em divisões territoriais datadas de 31-12-1936 e 31-12-1937, o município aparece constituído de 6 distritos: Chique-Chique, Canabrava do Gonçalo, Central, Mata Fome, Pedras e Tiririca. Pelo Decreto Estadual n.º 11.089, de 30-11-1938, o distrito de Mata Fome, Pedras e Canabrava do São Gonçalo passaram a denominar-se, respectivamente, Ibiacema, Marrecas e Uibaí. No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 6 distritos: Chique-Chique, Canabrava do Gonçalo, Central, Ibiacema (ex-Mata Fome) Marrecas (ex-Pedras), Tiririca e Uibaí (ex-Canabrava do Gonçalo). Pelo Decreto-lei Estadual n.º 141, de 31-12-1943, retificado pelo Decreto Estadual n.º 12.978, de 01-06-1944, o município de Chique-Chique passou a grafar Xique-Xique o distrito de Marrecas a chamar-se Iguira. No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 6 distritos: Xique-Xique (ex-Chique-Chique), Central, Ibiacema, Iguira (ex-Marrecas), Tiririca e Uibaí .

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 01-07-1950: Pela Lei Estadual n.º 628, de 30-12-1953, é criado o distrito de Lagoa da Canabrava (ex-povoado de Lagoa) e anexado ao município de Xique-Xique. Pela mesma Lei Estadual acima citada o distrito de Ibiacema tomou a denominação de Copixaba. Em divisão territorial datada de 01-07-1955, o município é constituído de 7 distritos: Xique-Xique, Central, Copixaba (ex-Ibiacema), Iguira, Lagoa da Canabrava, Tiririca e Uibaí. Pela Lei Estadual n.º 1.017, de 18-08-1958, desmembra do município de Xique-Xique, os distritos de Central, Lagoa da Canabrava e Uibaí, para constituir o novo município de Central. Em divisão territorial datada de 01-07-1960, o município é constituído de 4 distritos: Xique-Xique, Copixaba, Iguira e Tiririca. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 01-07-1988. Pela Lei Estadual n.º 4.839, de 24-02-1989, desmembra do município de Xique-Xique o distrito de Tiririca. Elevado à categoria de município com a denominação de Itaguaçu da Bahia. Em divisão territorial datada de 1993, o município é constituído de 3 distritos: Xique-Xique, Copixaba e Iguira. Permanecendo em divisão territorial datada de 2007 .

FONTE: PREFEITURA DE XIQUE-XIQUE .
PESQUISADO POR ADRIANO BRITTO .

Oferecimento: Avenida Lanches Café, visite-nos !
Faça seu pedido: 74 3661-5286 Delivery

FONTE: XIQUESAMPA .

Jornal Centro Oeste Bahia '

O oeste da Bahia se encontra aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!!! Tenha responsabilidade em seus comentários, não nos responsabilizamos por conteúdos impróprios .

Start typing and press Enter to search