[NEWS][6]

r
v
xique-xique

HOJE DIA 04/10 É ANIVERSÁRIO DO RIO SÃO FRANCISCO E DE SEU DEFENSOR DOM LUIZ CÁPPIO BISPO DE BARRA-BA.

Atual situação do nosso Velho Chico no canal do Guaxinim em Xique-Xique-BA .

O Rio São Francisco é um dos mais importantes cursos d'água do Brasil e de toda a América do Sul. Sua nascente está localizada na Serra da Canastra, no município de São Roque de Minas. O rio também atravessa o estado da Bahia, fazendo sua divisa ao norte com Pernambuco, bem como constituindo a divisa natural dos estados de Sergipe e Alagoas, e, por fim, deságua no Oceano Atlântico, drenando uma área de aproximadamente 641 000 km². Seu comprimento medido a partir da nascente histórica é de 2 814 km, mas chega a 2 863 km quando medido ao longo do trecho geográfico.1 Seu nome indígena é Opará ou Pirapitinga e também é carinhosamente chamado Velho Chico. Apresenta dois estirões navegáveis: o médio, com cerca de 1.371 km de extensão, entre Pirapora (MG) e Juazeiro (BA) / Petrolina (PE) e o baixo, com 208 km, entre Piranhas (AL) e a foz, no Oceano Atlântico.Como escreveu Guimarães Rosa, sua história tem sido a história do sofrimento de um rio que há mais de quinhentos anos é fonte de vida e riqueza. Seu descobrimento é atribuído ao navegador florentino Américo Vespúcio, que navegou em sua foz em 1501. A 4 de outubro de 1501, uma expedição de reconhecimento descia a costa brasileira, rente ao litoral, comandada por André Gonçalves e Américo Vespúcio e vinda do Cabo de São Roque. O nome é homenagem a São Francisco de Assis, festejado naquela data. Morte anunciada! Ambientalistas e outros especialistas constatam devastação do Rio São Francisco e pedem preservação urgente. Cidades do nordeste sofre com a seca e estiagem do Rio São Francisco que a anos assolam grande parte do Brasil. Em Xique-Xique não é deferente, grande parte que já foi navegável é possível atravessar a pé, uma triste realidade que nossos políticos não se atentam pra seca e morte do nosso velho chico, nossos representantes não estão dando importância para salvar e atentarem para a revitalização do rio da integração nacional que "respira por aparelhos".

O Dom Frei Luís Flávio Cappio nasceu em Guaratinguetá no dia 4 de outubro de 1946, é um bispo católico brasileiro da Diocese de Barra, Bahia. 

Nos anos de 2005 e 2007 ganhou as manchetes dos jornais ao fazer duas greve de fome em protesto ao projeto do governo federal de transposição do Rio São Francisco.Filho mais novo de uma família de origem italiana, é formado em Economia, apesar de na sua juventude ter desejado ser engenheiro. Fez seus estudos teológicos no Seminário Franciscano de Petrópolis, estado do Rio de Janeiro. Foi ordenado padre em 1971. Trabalhou por três anos na periferia da cidade de São Paulo pela Pastoral Operária. Em 1974, partiu para o semi-árido nordestino com a roupa do corpo. Desde então, o bispo vive no sertão nordestino. Sua biografia mostra uma forte ligação com São Francisco de Assis: dom Luís Cappio nasceu no dia em que a Igreja Católica celebra este santo, tornou-se religioso da ordem Franciscana, e foi viver às margens do rio São Francisco. Em 1992, ao completar 48 anos, iniciou uma peregrinação de 6 mil quilômetros da nascente até a foz do Rio São Francisco. Esta peregrinação durou um ano. Este período foi vivido por Dom Luís Cappio como uma missão ecológica e religiosa, durante a qual o frei buscou conscientizar a população sobre a necessidade de preservação do Rio São Francisco. A experiência foi publicada no livro “O Rio São Francisco – Uma Caminhada entre Vida e Morte”, pela Editora Vozes. Tornou-se bispo da Diocese de Barra em 1997, escolhido por não haver outro que se dispusesse a viver na região. Entre 26 de setembro e 5 de outubro de 2005, fez uma greve de fome em defesa do rio São Francisco na cidade de Cabrobó, estado de Pernambuco. Seu protesto era a favor da revitalização do rio e contra o projeto de transposição do Rio São Francisco planejado pelo governo do presidente Lula. Esta manifestação ganhou o apoio de diversas organizações e movimentos sociais. O jejum foi interrompido após negociação com o então ministro Jacques Wagner. Feito o acordo, frei Cappio comentou que se a promessa não fosse cumprida, retomaria o protesto.

Por Adriano Brito .
Fotos: Edson Nogueira, Cincinato De Oliveira e Arquivo Google .

FONTE: XIQUESAMPA .

Jornal Centro Oeste Bahia '

O oeste da Bahia se encontra aqui!

Start typing and press Enter to search