[NEWS][6]

r
v
xique-xique

DE UMA ILHA A MIRAR O TEU OURO! ILHA DO MIRADOURO, PRIMEIRAS POVOAÇÕES EM XIQUE-XIQUE .

A Igreja de Sant'Ana, localizada na Ilha do Miradouro em Xique Xique, é, segundo a tradição, o mais antigo templo da região do médio São Francisco . 

É santo que foge de igreja, é caboclo d´água que vira cabaça para atrair e comer as pessoas, é serpente encantada, mãe d´água, entre tantos outros mistérios que habitam as profundezas do “Velho Chico” e aguçam a imaginação dos barranqueiros. A região era habitada primitivamente pelos índios massacarás, pontás, aracajás e amoipiras. Por volta da década de 1540, sertanistas à procura de ouro iniciaram o desbravamento do Vale do São Francisco. Formara,-se fazendas à margem direita do rio, em terras basicamente pertencentes às famílias Casa da Ponte e Mestre de Campo Guedes de Brito. Na segunda metade do Século XVI, em terras do Coronel Garcia D’Ávila, da Casa da Ponte, iniciou-se o arraial “Xique-Xique”. Situava-se na Ilha do Miradouro, nome originário da expressão popular “daqui miro o ouro nas serras”. Edificou-se ali a capela de “Santa Ana”.Mais tarde, construiu-se a capela de “Senhor do Bonfim” em terra firme, à margem da Ipoeira, na fazenda “Praia”, de propriedade de Sebastião José de Carvalho. Formou-se novo núcleo populacional . 

Os habitantes da Ilha do Miradouro foram-se transferindo para o local. Em Xique-Xique, na ilha do Miradouro de 12 km de extensão por 6 km de largura, ninguém sabe ao certo onde foi parar a serpente que vivia debaixo do altar-mor da Igreja de Santana. A construção dessa igrejinha é do início do século XVIII e se deve a um caboclo rico chamado Robério Dias Muribeca, neto de Caramuru e da índia Paraguaçú. Diz uma das versões da lenda que a mãe de Robério virou uma serpente encantada e ele construiu uma igreja na Ilha do Miradouro para acorrentá-la debaixo do altar. Conta-se que de sete em sete anos acontece um estrondo na igreja, deixando-a toda rachada. Os devotos rezam o "Ofício" senão a serpente aparece e sai comendo tudo. Em 1989 a Câmara de Vereadores de Xique-Xique enviou ao Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia – IPAC o pedido de tombamento da igreja, mas apenas em abril de 2010, uma equipe do IPAC, inclusive o seu diretor geral, o Sr. Frederico Mendonça, esteve na igreja a fim de estudar a viabilidade de tombamento e restauração da capela e ficou preocupado com seu estado de conservação. De uma ilha a mirar o teu ouro é o verso que a esta no hino da nossa querida Xique-Xique. 

A tricentenaria Igreja de Nossa Senhora de Sant’Ana – um dos mais antigos templos da região do médio São Francisco, a capela, em estilo colonial, sendo a igreja reconhecida como patrimônio da Bahia pelo IPAC – Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural. Nossa Senhora de Sant’Ana do Miradouro – guardiã de tantas histórias, estórias, memórias, lendas, casos e causos. Marki Oliveira, agente de Cultura de Xique-Xique, graduada em letras, especialista em estudos linguísticos e literários pela Uneb Xique-xique, proprietária do Blog Cultura - Xique-Xique e uma dos autores do Projeto " Voz, Presença e Imaginação" disse em seu Blog: "A capela de Nossa Senhora de Santana em Xique-Xique é o mair patrimônio cultural da cidade de Xique-Xique, bem como do seu território de identidade cultural. O objetivo do projeto Voz, Presença e Imaginação é meramente cultural, sem fins lucrativos. O intuito é sensibilizar a comunidade para a importância dessa construção do século XVIII ou XIX", disse Markileide Oliveira que é especialista em Cultura Popular-Oralidade. Acessem o Blog Cultura Xique-Xique de Makeleide Oliveira: http://culturaxiquexique.blogspot.com.br/ .

Colaboração: Nizaldo Costa e Adriano Brito .
Apoio Cultural: Bebeto Galvão e Sintepav Bahia .
Foto: Marki Oliveira .

FONTE: XIQUESAMPA .

Jornal Centro Oeste Bahia '

O oeste da Bahia se encontra aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!!! Tenha responsabilidade em seus comentários, não nos responsabilizamos por conteúdos impróprios .

Start typing and press Enter to search