[NEWS][6]

r
v
xique-xique

LIXÃO DE XIQUE-XIQUE SERVE COMO FONTE DE RENDA E MORADIA .

Pessoas trabalham em condições precárias, sujeitas a todos os tipos de enfermidades, no lixão da cidade de Xique - Xique/BA. 

Geralmente, depois que o lixo que produzimos em nosso dia a dia é recolhido nas portas de nossas casas, esquecemo-nos desse “incômodo para os olhos e narinas” e achamos que o problema está resolvido. No entanto, é importante parar para pensar e questionar para onde foi o lixo. Muitas pessoas buscam seu sustento de vida no lixão de Xique-Xique, sem moradia, algumas destas pessoas morando no próprio local, e faz do lixo sua fonte de renda, trabalham ao minimo sem se preocuparem com os problemas de saúde, sujeitos a contraírem diversos tipos de enfermidades. O problema dos lixões é antes de mais nada um problema social. Erradicar a pobreza é um dever da sociedade ao mesmo tempo em que esta deve resolver os problemas ambientais. Isso tem de ser uma luta para que nós num contexto geral consiga de alguma forma tirar essas pessoas da vulnerabilidade a qual são expostas. 

Nossa intenção é chamar a atenção da sociedade para o poder executivo ter responsabilidade direta com relação à existência dos lixões e temos legislação nacional sobre essa questão. O Ministério Público do Estado já notificou diversos municípios incluindo Xique-Xique pra resolver esse problema social. Uma vez essas organizadas, tem como requerer ajuda junto ao poder executivo com base nas políticas nacional e estadual de resíduo sólido. O município deveria criar um projeto pra orientar essas pessoas pra fundarem uma cooperativa de reciclagem do lixo, cadastrar esses moradores do lixão e alojarem em moradias como em casas populares; capacitar homens e mulheres em profissões que a grande maioria considera "digna'"; dentre outros benefícios. 

Lixões: Os lixões são vazadouros a céu aberto, que não fornecem nenhum tratamento adequado para o lixo. Isso significa que nos lixões os resíduos vindos de diversos lugares, como de residências, indústrias, hospitais e feiras, são simplesmente jogados, amontoados em grandes depósitos a céu aberto que geralmente ficam longe dos centros urbanos, apresentando-se como uma falsa solução à população. Inclusive muitos lixões são clandestinos. 

FONTE: XIQUESAMPA.

Jornal Centro Oeste Bahia '

O oeste da Bahia se encontra aqui!

Start typing and press Enter to search