[NEWS][6]

r
v
xique-xique

UM DOS MAIS RESPEITADOS CONTADORES DO BRASIL É XIQUEXIQUENSE! CONHEÇA JOÃO ANTUNES O POPULAR "ZERA".

Um dos contadores mais respeitados no Brasil é Xiquexiquense! O Contador João Antunes Alencar o popular "Zera" nasceu no município de Xique Xique no dia 15 de junho de 1965, morou na Rua Pedro Mariano até os 14 anos de idade, isso porque em março de 1980 seus pais Domingos Torres Alencar (Trabalhou no Hospital Julieta Viana e numa Fazenda do Dr. Henrique Sampaio) e Dona Celina Antunes Ferreira Alencar (Falecida em 2004) resolveram tentar a sorte morando em São Paulo junto com todos os filhos. E foi assim que o sobrinho de Reinaldo Povão e de Maria Ferreira da Flor dona de uma Bar (Ex-Esposa de Joaquim Vim Vim) começou a sua carreira na área Contábil na década de 80 e hoje é o CEO da Contjet Assessoria Contábil e Empresarial onde viaja pelo Brasil ministrando palestras sobre a área contábil e participando de feiras, eventos e cursos. Sua associação ao Sindicato dos Contabilistas de São Paulo – Sindcont-SP ocorreu em 1996, quando decidiu abrir seu próprio escritório de Contabilidade e percebeu que precisaria do apoio fornecido pela Entidade para seguir adiante, tanto em capacitação quanto em troca de experiências com colegas.

Casado há 32 anos com Célia da Col Alencar, com quem tem dois filhos André da Col Alencar, de 32 anos, e Gustavo da Col Alencar, de 24 anos, o Profissional da Contabilidade influenciou seus familiares a seguirem pela mesma área de atuação. “Vejo a Contabilidade como uma enorme oportunidade de atuação e ascensão pessoal, profissional e financeira, baseando minhas atividades sempre na lealdade, dignidade, aprimoramento, e disseminação das informações relativas à área. Por isso acredito que seja um bom caminho para os meus filhos seguirem”, afirmou. O ingresso na faculdade de Ciências Contábeis não foi dos mais fáceis, apesar de recompensador. “Iniciei o curso de graduação em 1983, mas como casei em 1985, tive que trancar a faculdade por dificuldades financeiras. Retornei à sala de aula em 1987, mas não conseguir dar continuidade pelos mesmos motivos. No entanto, em 1995, com a ajuda da minha esposa, ingressei na Faculdade Campos Salles e pude concluir o curso em 1999”.

A escolha pela Contabilidade foi algo consciente. “Decidi ingressar nessa área porque me identificava com a carreira, e também por perceber que, para quem não tem muitas oportunidades, é uma forma de se tornar um profissional independente e ter seu próprio negócio de sucesso”, contou Alencar. A confiança para abrir o próprio escritório surgiu após o profissional acumular a experiência de atuar em várias empresas, de diferentes segmentos, tendo iniciado sua carreira como auxiliar de Recursos Humanos na Searle do Brasil S/A, passando pelas companhias: Embalarte LTDA, Grupo Abril Cultural, Dinatécnica Indústria e Comércio LTDA, Águas Embu, Ecoclima Ar Condicionado LTDA, e Techsul Informática LTDA, onde conheceu Sebastião Luiz Gonçalves dos Santos, presidente do Sindcont-SP na gestão 2005-2007, que o apresentou à Entidade. Segundo João Antunes Alencar, o Centro de Estudos e Debates Fisco Contábeis - CEDFC do Sindcont-SP, assim como o auxílio do próprio Sebastião, lhe proporcionaram o conhecimento necessário para gerir um escritório, o apresentaram a inúmeros amigos Contabilistas e o ajudam até hoje na instrução dos seus colaboradores e clientes.

O sonho de ter seu próprio escritório foi conquistado após muito trabalho e dedicação, com a participação de pessoas que foram fundamentais para a concretização do projeto. “Em 1996, montei uma pequena estrutura em minha residência para atender alguns clientes, amigos e vizinhos como autônomo, dividindo o meu tempo de trabalho em outra empresa. Dois anos depois, aluguei uma sala no bairro da Lapa, onde iniciei com dois amigos da faculdade a trajetória da Contjet que, em 2000, foi oficialmente registrada, com os meus sócios Marco Antonio Vito da Silva e Geraldo Rosa. Em 2001, deixei de trabalhar em outras empresas e alugamos um local maior, no mesmo bairro. O escritório foi crescendo e em 2005, quando já tínhamos 26 funcionários, Marco e Geraldo decidiram trilhar outro caminho. Então, me associei à Ana Maria Volpi, que já tinha o escritório Volpi Assessoria Contábil e Empresarial. Dessa forma, a sociedade passou a ser Volpi & Contjet e durou até 2013, com o seu falecimento. Em 2013, Cláudia Francisca Nunes se tornou minha nova sócia. Em 2014, com a vinda do meu filho Gustavo da Col e a colaboração da Cláudia, a empresa voltou a ser Contjet Contabilidade. Lembro do professor Carlos Santos como contador, quero ter o contato com meus conterrâneos contadores e contabilistas pra trocarmos informações e quem sabe ministrar uma palestra em minha terra.”, relatou João Antunes. Essa semana nosso conterrâneo gravou uma entrevista ao SBT que vai ao ar a partir dessa segunda-feira (17) falando de imposto de renda.

Texto: Katherine Coutinho
Adaptação: Adriano Brito
Foto: Divulgação
Edição: Paloma Minke

FONTE: XIQUESAMPA.

Jornal Centro Oeste Bahia '

O oeste da Bahia se encontra aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!!! Tenha responsabilidade em seus comentários, não nos responsabilizamos por conteúdos impróprios .

Start typing and press Enter to search